Início/Notícias/Empresas convencionais e juniores devem se manter produtivas na quarentena

Empresas convencionais e juniores devem se manter produtivas na quarentena

Por Josué Amador |

Há tempos que se fala da importância da Era Digital para criação e manutenção de negócios. A atual crise, decorrente do novo coronavírus (Covid-19), está provando a eficiência das novas tecnologias face à realidade imposta. A quarentena global para evitar maior contágio entre as pessoas tem forçado empresas a adotarem o trabalho remoto (home-office) como única solução viável à manutenção de suas atividades.

O mesmo deve acontecer com os empresários juniores que devem ter compromisso de buscar formas de produzir mesmo em tempo de quarentena, conforme explica o coordenador da comissão especial de Empreendedorismo e Inovação do CRA-RJ, Adm. Antonio Andrade, também vice-presidente de Educação, Estudos e Pesquisa da instituição.

“Nesse momento, com menos atividades os esforços, podem se direcionar para questões internas, desenvolver novos produtos, ajustar produtos atuais, avaliar novos mercados, redigir artigos de divulgação e encaminhar para clientes, estudar a estrutura curricular de seus cursos e ver como podem ajudar com casos desenvolvidos pela empresa. Outras opções são avaliar os projetos de extensão e identificar aqueles que podem apoiar, desenvolver relatos das experiências e submeter a revistas, desenvolver um modelo de empresa júnior virtual, identificar formas de auxílio a micro e pequenas empresas ou até escrever um livro de casos vividos pela empresa júnior”, aconselhou.

Já o empreendedor e especialista em tecnologias, Adm. Diego Braga, acredita que as empresas que lançaram mão de recursos modernos, antes da crise, terão vantagem sobre as outras em termos de manutenção e recuperação no pós-crise. Já as demais vão precisar se adaptar rapidamente ou correm o risco de sucumbir.

“A forma de trabalhar mudou. Por exemplo, o Conselho Federal de Medicina aprovou o teleatendimento, ou seja, médicos agora poderão consultar seus pacientes online, isso é inovação. Um período de crise é um convite a você repensar seu negócio. Hoje, no Brasil e no mundo, as empresas estão sendo forçadas a se reinventar por impacto desta pandemia. É neste momento de caos que surgem empresas fantásticas, como o Airbnb, Uber, entre outras”, disse.

Uma solução prática viabilizada pelas novas tecnologias é o home office. Mas que deve ser desenvolvido de maneira profissional, sob pena de queda de produção além do normal, se não forem respeitadas algumas regras básicas de boas práticas.

“O teletrabalho (home office) exige alguns cuidados importantes, então, respeite seus horários, tenha foco, portas fechadas e fone de ouvido ajudam, fique calmo, porque nenhuma crise dura para sempre, não trabalhe de pijamas, caso tenha problemas de conexão repasse para sua chefia imediatamente”, salientou Braga.

Quem desejar se capacitar ainda mais, para ter maior produtividade em tempos de quarentena e se tornar um empreendedor de sucesso, acesse a Universidade Corporativa do Administrador e aproveite os mais de 250 cursos gratuitos online.

2020-03-27T18:13:17-03:0025/03/2020|Categories: Notícias|Tags: , , , , , |